quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Como Remover Manchas de Calcário dos Vidros

Todos nós já nos deparámos com teimosas, inestéticas e incómodas manchas de calcário nos vidros, seja da casa-de-banho ou de janelas.
Não são apenas inestéticas, como difíceis de eliminar, pelo que é sempre bom aprendermos e ficarmos a saber qual a melhor forma de remover manchas de calcário dos vidros.
Confira as dicas!

Em relação à casa-de-banho, raros são aqueles que, depois de um duche matinal, têm tempo para secar vidros e azulejos e muito menos dar grande primor às limpezas. Por isso, aproveitem algumas dicas muito simples. Só terão a ganhar.

  • Borrife a porta da zona de banho com um spray anti-calcário, seja um que tenha comprado ou feito em casa, e passe no vidro. Há quem o tenha mesmo pendurado no chuveiro, pois até os mais novos poderão retirar o excesso de água depois de tomarem banho. É uma operação rápida e que não levará mais do que cinco minutos e que vai evitar as teimosas manchas, que mais tarde quebram os nervos de qualquer um. Vale a pena experimentar.
  • Mesmo para quem mora em zonas onde a água é muito calcária e os vidros ficam cheios de calcário, uma das melhores técnicas para remover manchas de calcário desses vidros, é o uso de amaciador. De facto, o amaciador é ótimo para a limpeza da casa-de-banho, a parte mais húmida da casa. Basta apenas diluir o amaciador em água ou álcool e aplicar com um pano ligeiramente humedecido. Verá como não apenas remove as manchas, como o cheiro de limpo durará por horas.
  • O amaciador também tira manchas e limpa os vidros e pisos de cerâmica, conferindo ainda maior brilho aos azulejos. Para quem não sabe, o componente responsável por esta capacidade é o sal quaternário de amónio, que é um hidratante fantástico, além de fixador de perfume. Até existem marcas de amaciadores que incluem silicone, pois vai funcionar como lubrificante, criando uma película nas superfícies que é capaz de repelir o pó.
  • No caso de necessitar de remover manchas de calcário dos vidros, deverá dissolver uma colher de sopa de amaciador em meio litro de água e depois colocar a mistura num borrifador. Com o auxílio de um pano macio e que não solte fiapos, use para limpar os vidros. Depois, basta deixar secar e retirar o excesso com um pano de flanela seco.
  • No caso dos vidros dos carros, poderá experimentar um produto chamado Einszett Glass Polish, mas esta é uma opção de último recurso.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Como Fazer Produtos de Limpeza



Com apenas quatro ingredientes (álcool, água, sabão caseiro e folhas de eucalipto) tu poderás fazer uma enorme gama de produtos de limpeza menos tóxicos que, por vezes, se revelam até mais eficientes do que os que estão venda nas lojas.
Para além disso, irá ajudar a minimizar o impacto negativo que é causado pelo uso excessivo dos produtos químicos disponíveis à venda.
O objetivo deste artigo será ensinar-lhe a fazer produtos de limpeza. Para além de ajudar ao ambiente, também irá poupar algum dinheiro.
Veja as seguintes receitas.
Sabão líquido para louça:
 Faça uma mistura com 2 litros de água, um sabão caseiro ralado, uma colher de açúcar e uma colher de óleo de rícino. Meta a solução a ferver até esta dissolver e após isso faça o engarrafamento.

Sabão de ervas:

 Coloque 5 kg de gordura, 2,5 kg de sebo derretido, 2,5 kg de óleo de cozinha, banha ou gordura de galinha derretida, 1 kg de soda, 4 litros de álcool, 4 litros de água ou sumo de ervas. Agora deverá triturar muito bem as ervas e depois coar. Faça o aquecimento do sebo juntamente com o óleo, deverá misturar muito bem fora do lume, o álcool no sebo quente. Num recipiente não corrosivo, faça uma misture a soda com a água ou com o sumo de ervas, adicione o sebo com o óleo e forme só uma mistura. Misture até existir espuma, para finalizar coloque a mistura nas formas. Depois disso é só deixar esfriar.


Detergente ecológico:
 Para fabricar este produto de limpeza irás obrigatoriamente precisar de 1 pedaço de sabão de côco neutro, 2 limões, 4 colheres de sopa de amoníaco. Para começar o processo você deve derreter o sabão de côco, num litro de água. Após isso adicione 5 litros de água fria. Depois, esprema muito bem os limões e no final despeje amoníaco e faça uma boa mistura. podes fabricar até 6 litros de produto com esta quantidade de ingredientes.

Amaciador de roupa:

 Para fazer um bom amaciador de roupa, irás precisar de 5 litros de água, 4 colheres de glicerina, 1 sabonete ralado, 2 colheres de sopa de leite de rosas. Mexa muito bem até estar muito bem misturado, e depois é só engarrafar.

Solução para limpar o chão:

 vais precisar de um quarto de uma chávena de vinagre branco, 4,5 litros de água morna, 1 colher de chá de sumo de limão, este último ingrediente tem o objetivo de fornecer o cheiro. Misture muito bem a solução com todos os ingredientes num balde grande e limpe o seu chão. Após finalizar a limpeza, esprema muito bem a esfregona e polvilhe-a com um bicarbonato de sódio, deixe-o fazer o seu trabalho durante cerca de 5 minutos e depois lave a esfregona com água morna, ela irá secar sem qualquer cheiro nem bolor.



Poderá também gostar de:

Como Limpar o Vidro do Recuperador de Calor




Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: comofazer

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Como Aumentar a Duração e Conservação das Frutas e Legumes

Aqui deixo algumas dicas:
As batatas, alhos e cebolas (não são propriamente "frescos"...) devem ser guardados em locais escuros e frescos para que não grelem ou apodreçam. Os tradicionais sacos de serapilheira são ótimos.
.
As frutas podem ser guardadas no frigorífico, embrulhadas - no caso das peças grandes - uma a uma, em papel vegetal, ou em caixas, tal como os legumes, mas aqui não tenho muita experiência, as nossas aguentam bem na fruteira. As bananas e os kiwis devem ficar à temperatura ambiente e longe das outras frutas para que não amadureçam muito depressa.

Os legumes armazenados por mais de uma semana no frigorífico podem perder nutrientes. Mas, ainda assim, é um bom lugar para os guardar, porque as enzimas responsáveis pelo processo de amadurecimento são mais sensíveis ao frio e demoram mais tempo a actuar. Alimentos bem embalados ou acondicionados não perdem nutrientes com facilidade, uma vez que não ficam em contacto com o ar. De qualquer maneira, começando a chegar o frio do Inverno começa a ser menos necessário usar o frigorífico (pelo menos aqui, na nossa casa "fresquinha"...)

Há alguns cuidados gerais a ter em atenção:
- Alimentos ainda molhados ou ligeiramente húmidos deterioram-se rapidamente. Se lavar os vegetais, como alface, rúcula, etc., para guardá-los limpos e prontos para serem logo utilizados, deve certificar-se que ficam bem secos;
- Colocar uma folha de papel (ou uma toalha/pano) na gaveta dos legumes do frigorífico ajuda a absorver a humidade excessiva;
- Colocar a alface, couve, espinafres ou hortaliça com os pés dentro de uma bacia com água dentro do frigorífico permite manter a frescura e as folhas viçosas;
- Legumes que já não estão muito frescos melhorarão se forem colocados em água fria antes de serem lavados e cortados, repousando assim pelo menos por 1/2 hora;
- Retire sempre as partes ou folhas estragadas antes de guardar as verduras.


Guardar e "espevitar" (alguns vegetais)


AbóborasSe tiver uma abóbora inteira que vai cortando à medida das suas necessidades, durará mais tempo se ao invés de a cortar no sentido longitudinal, o fizer na transversal.

Agriões
Depois de lavados e secos guarde os talos mais tenros num saco de plástico na gaveta dos legumes do frigorífico.

Aipo, salsa, coentros, cebolinho, ...
Para conservá-los sempre frescos, coloque-os de pé numa jarra contendo água e uma pitada de sal, e guarde no frigorífico.
Também pode, antes de guardar no frigorífico (sem ser na tal jarra), queimar (com um fósforo, por exemplo) bem as partes onde foram arrancadas;
Ou pode humedecê-las e embrulhá-las em jornal, também bem humedecido com água; manter esta humidade até as usar.




Alface
Para conservar bem um pé de alface por alguns dias há várias soluções:
- borrifar a alface com água, e embrulhá-la num pano ou jornal molhado com água, tendo o cuidado de manter essa humidade até o momento de a usar.
- guardar no frigorífico (na gaveta forrada com papel ou toalha), tendo, perto delas, 1 limão partido;
- retirar as folhas velhas, lavar e secar muito bem, colocá-la no frigorífico dentro de uma caixa plástica (ou de vidro) com tampa bem fechada;

Alho Francês
Colocar dentro de um recipiente plástico (ou de vidro) fechado e conservar no frigorífico.

Cenouras
Para que não fiquem moles e secas, retire o talo antes de as guardar. Pode lavá-las, secá-las e guardá-las numa caixa, na gaveta do frigorífico. Se estiverem murchas coloque-as dentro de um recipiente com água.

Cogumelos
Os cogumelos frescos conservam-se mais tempo se forem guardados num saco de papel na gaveta dos legumes do frigorífico.

Couve
Não arranque os talos, mantenha as folhas inteiras e guarde-a dentro de um recipiente de plástico na gaveta do frigorífico.
Se estiverem verdes, porém um pouco murchas, deixe-as com os talos mergulhados em água fria (mais ou menos meia hora).

Couve Roxa
Guarde-a - sem lavar nem molhar - dentro de uma caixa plástica bem fechada ou embrulhada muito bem em papel vegetal.

Espargos
Se os espargos frescos que estão guardados ficarem moles, reviva-os, colocando-os de pé, dentro de um recipiente fundo contendo água gelada. Cubra tudo com um saco plástico e leve ao frigorífico durante meia hora.

Espigas de milho
Coloque-as inteiras e com as cascas num recipiente com água - com as extremidades voltadas para cima - e guarde-as no frigorífico.

Pimentos
Colocar dentro de um recipiente plástico (ou de vidro) fechado e conservar no frigorífico.

Rabanetes e Nabos
Conservam-se frescos se mergulhados com as folhas - e não com as raízes - dentro da água.

Tomates
Se tiver que guardar alguns tomates maduros fora do frigorífico, coloque na parte onde se arrancaram os cabos um pouco de farinha de trigo.
Também podem ser guardados (duram até 1 mês), se forem colocados bem secos num recipiente plástico e cobertos com farinha de trigo. Fechar bem o recipiente e guardar na gaveta do legumes, no frigorífico.
Se os tomates estiverem muito maduros e moles para serem cortados e usados em saladas, mergulhe-os por alguns minutos em água fria salgada.





Bolo "Musse de Chocolate"


ingredientes:

500g de chocolate escuro
400g de natas
50g de cobertura de chocolate branco
10g de óleo de côco
3 colheres de sopa de leite
3 colheres de sopa de óleo
3 ovos (tamanho M)
100g de açúcar
marca raspada de 1 vagem de baunilha
1 pitada de sal
75g de farinha
20g de cacau em pó
2 folhas de gelatina
50g de açúcar em pó
4 colheres de sopa de doce de groselha vermelha
plástico de embalagem com bolinhas.

preparação:
Pique 200 g de chocolate. Ferva 250g de natas, adicione o chocolate picado e mexa até derreter. 
Coloque as natas de chocolate no frio durante a noite.
Pique a cobertura de chocolate branco e derreta com o óleo de côco em banho-maria.
Barre um pedaço de filme de embalagem de bolhas com a cobertura de chocolate branco e leve ao frio.
Aqueça o leite com o óleo (só morno) e adicione ao leite morno os ovos, açúcar, marca da vagem de baunilha e o sal.
Misture a farinha e o cacau e peneire sobre a massa de ovos, adicione agora a mistura de óleo e leite e mexa.

Despeje a massa numa forma (24 cm Ø) forrada com papel manteiga e alise. Leve a cozer em forno pré-aquecido a 200 °C por cerca de 20-25 min. Retire o bolo do forno e deixe arrefecer.

Amoleça a gelatina. Peneire o açúcar em pó. Bata 250g de natas em castelo e vá adicionando o açúcar em pó lentamente. Dissolva a gelatina em uma panela pequena, misture 2 colheres de sopa de natas com a gelatina e adicione a mistura de gelatina com as restantes natas.

Corte o bolo ao meio na horizontal. Cubra o piso inferior do bolo com o doce de groselha. Coloque um anel de bolo em torno do fundo do bolo. 

Bata as natas de chocolate, distribua sobre o bolo e alise. Distribua agora as natas sobre o creme de chocolate e cubra com a parte de cima do bolo, leve o bolo ao frio por cerca de 1 hora.

Pique 200g de chocolate escuro e derreta em banho-maria, distribua no meio do bolo, deixe escorrer dos lados. Puxe a cobertura de chocolate branco filme de plástico, quebre em pedaços e decore o bolo com o mesmo.



Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!


Poderá também gostar de:

Como Fazer uma Deliciosa Receita de Crepes com Molho de Chocolate.




Fonte: 
petiscos

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Como Remover Manchas de Ferrugem da Roupa

Remova manchas de ferrugem da sua roupa usando um "anti manchas caseiro" feito à base de sal e limão.

A dica de hoje é uma dica simples e prática para você remover nódoas ou manchas de ferrugem da roupa ou de outros tecidos que sejam laváveis.

Para remover manchas de ferrugem da roupa ou tecido lavável, cubra a mancha de ferrugem com sal fino e sumo de limão espremido no momento. Esfregue a mancha com a mistura de sal e limão. Coloque a roupa ao sol a secar. Quando estiver seca, coloque um pano branco por cima e passe o ferro quente sobre a zona manchada. Após a mancha de ferrugem ter saído, lave normalmente a roupa a uma temperatura mínima de 45 graus.


Fonte: utildicas

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Queres uma Viagem Grátis a Andorra?

Se estas são as suas primeiras férias em Andorra é recomendável que veja detalhadamente a secção sobre Viajar a Andorra, já que encontrará muita informação sobre os seus costumes, o seu turismo e outra informação necessária para disfrutar umas férias inesquecíveis.

sábado, 2 de agosto de 2014

Dicas para ter uma Alimentação ‘low Cost’ Saudável

É possível fazer uma alimentação saudável gastando pouco dinheiro? Sim. A resposta a esta questão é dada em uníssono por todos os especialistas na matéria, da Direção Geral de Saúde (DGS) à Ordem dos Nutricionistas, passando pelo Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável e pela Deco. No entanto, e apesar das várias campanhas de sensibilização lançadas para provar que é mais económico consumir alimentos que fazem bem à saúde, a verdade é que continua a existir uma relação direta entre a crise e o aumento dos casos de obesidade.
De acordo com o estudo “Portugal: Alimentação Saudável em Números 2013″, divulgado pela DGS, quase três em cada dez pessoas assumiram ter deixado de consumir alimentos considerados essenciais por dificuldades económicas, nos últimos três anos. Na apresentação do estudo, Pedro Graça, coordenador do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, sublinhou que os dados recolhidos mostram que quando o rendimento familiar diminui, a obesidade tende a aumentar na mesma proporção.Este fenómeno pode ser explicado pelo facto dos alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes serem também os mais baratos. Conclusão: o mesmo estudo revelou que a obesidade atinge cerca de um milhão de adultos em Portugal, com 3,5 milhões pré-obesos.
Para tentar reverter esta situação têm surgido nos últimos anos campanhas de sensibilização como “Comer Bem é Mais Barato”, da Ordem dos Nutricionistas e da Deco, e mais recentemente o manual “Alimentação Inteligente – coma melhor, poupe mais”, divulgado pela Direção Geral da Saúde, com dicas práticas para uma alimentação saudável ‘low cost’, desde as compras, ao planeamento das refeições, confeção e conservação dos alimentos.
Faça as contas e veja como pode poupar, comendo melhor. Siga as melhores dicas do manual “Alimentação Inteligente – coma melhor, poupe mais” e da revista Prevenir para uma alimentação saudável e ao mesmo tempo económica.
 1. Evite comer “lixo alimentar”
O guia da DGS sublinha que, apesar de não existirem proibições, “é aconselhável restringir o consumo de alimentos com uma elevada quantidade de gordura e/ou açúcar”. Evite ou deixe apenas para dias de festa as tentações com um elevado valor energético (calórico) e baixo valor nutricional: refrigerantes, salgados, batatas fritas, bolos, folhados, entre outros.
Faça as contas:
Ao trocar bolos e bolachas por ‘snacks’ saudáveis como legumes crus (cenouras em palitos ou tomate cereja), frutos secos e bolachas em creme ou açúcar, poderá poupar até 10 euros por mês.

2. Comece o dia com um pequeno-almoço “bom e barato”

A regra é conhecida e obrigatória tanto para crianças como para adultos: nunca sair de casa sem tomar o pequeno-almoço, um ritual importante para ter energia para enfrentar o dia na escola ou no trabalho. E lembre-se: a poupança de tempo que pensa estar a fazer ao sair de casa em jejum, será depois agravada ao pagar mais por uma refeição mais cara e mais calórica. Descubra também como fazer refeições por menos de 1,25 euros.
Faça as contas:
Opção saudável – 250 ml de leite meio gordo + 1 pão com manteiga = 0,30€
Ao fim de um mês – 9€
Opção menos saudável – Meia de leite (100ml de leite) + 1 bolo = 1,75€
Ao fim de um mês – 52,5€

3. Prepare opções saudáveis para as refeições na escola (e no trabalho)

Se já tem por hábito preparar a mochila dos seus filhos com lanches saudáveis para meio da manhã e para a tarde, porque não passar a fazê-lo também para si? As marmitas estão na moda e certamente encontrará companhia no escritório para desfrutar os seus almoços e lanches trazidos de casa. De acordo com o manual, “um lanche constituído por produtos açucarados e ricos em gordura pode custar mais do dobro de uma merenda nutricionalmente adequada”.
Faça as contas:
Lanche saudável: 1 pacote de leite meio gordo simples + 1 pão de mistura com fiambre = 0,44€
Lanche não saudável: 1 refrigerante + 1 bolo = 0,95€




Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...